terça-feira, 18 de setembro de 2012

SOU DA NOITE




Sou da noite, toda noite,
Danço manco de tamanco,
Às 10, corro para o samba do morro,
Entre um molejo, há um beijo,

Passo a mão no laço
Faço um traço
Dou-lhe um abraço
Até um amasso

Raia o dia na folia
Dia e noite, noite e dia,
Já até virou mania
Quem diria quem diria.

sábado, 15 de setembro de 2012

MENINA MULHER

Menina que a sorte abandonou
Perdeu o seu amor
Menina que se tornou mulher
Sem saber o que é amar
Sofreu, chorou e cresceu
Mas não se arrependeu
E sem saber
O seu amor nasceu
Hoje ela sabe
O que é amar
Sem nada em troca dar
Amor dos mais sublime
O amor que recebeu
Sofreu, chorou e cresceu
Mas não se arrependeu
Hoje ela tem o eterno
Amor do fruto seu

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O MEU CORPO TE CHAMA

Que saudade dos bons tempos,
Em que o vento trazia você para mim,
Hoje o silêncio é o meu tormento,
E a sua voz não sai do pensamento,

Seu beijo doce,
Era como se fosse:

O mel a me alimentar,
E a minha vida adoçar,
Na cama, ainda tem o seu cheiro,
No meu travesseiro companheiro,

O meu coração reclama,
O meu corpo ainda te chama,
Para que venhas me amar,
Para que venhas me dar,

PENOSA

 
Desce cedo do poleiro
Famosa no mundo inteiro
Passa o dia a ciscar
Com andar de rebolar

Feita de clara e gema
Coberta de belas penas
Canta quando quer botar
Te mato para me alimentar